https://www.seabookings.com/destination/portugal/45-aljezur

Está a chegar o verão. Será um verão especial, onde a época balnear se abre em pleno estado de calamidade e desconfinamento, dia 6 de Junho. Assim, é necessário reinventar a forma como as praias são usufruídas, em segurança, salientando-se a necessidade de manter-se o distanciamento físico e as medidas sanitárias básicas. No entanto, não devemos esquecer que é muito importante garantir aos banhistas uma experiência suficientemente confortável na praia. A segurança na praia depende essencialmente da capacidade de transmitir aos cidadãos que devem ser eles próprios a acautelar, em primeiro lugar, a sua situação de risco. É fundamental fomentar campanhas de sensibilização claras e incisivas. Para tal, decidimos escrever este artigo e relembramos que todas as regras para uma época balnear segura em Portugal podem ser consultadas aqui.

As praias constituem espaços lúdicos muito importantes em Portugal, visitadas todos os anos por milhares de pessoas de inúmeras origens, Portugueses e turistas de todo o mundo. Assim, no atual contexto da pandemia COVID-19, importa definir os procedimentos a ter em consideração na sua utilização, de forma a não colocar em risco a estratégia adotada no controlo da pandemia.

Felizmente, com base em dados de surtos anteriores de SARS e MERS, estima-se que há um baixo risco de transmissão do vírus que causa a doença COVID- 19 através da água. No entanto, o risco de contaminação através das secreções respiratórias de uma pessoa infetada (tosse e espirros) ou por superfícies contaminadas continuam a ser os veículos de transmissão, que também podem acontecer na praia. Desta forma, a utilização das praias não constituiu uma exceção ao cumprimento das medidas gerais para a pandemia, definidas pela Direção- Geral de Saúde (DGS):

  • distanciamento físico;
  • higiene frequente das mãos
  • etiqueta respiratória
  • limpeza e higienização dos espaços
  • utilização de máscara e viseira, quando tal se revele necessário e adequado.
Visit Portugal this summer época balnear segura em Portugal
Para uma época balnear segura em Portugal, há que tomar algumas medidas.

Boas práticas para uma época balnear segura em Portugal:

  1. Antes da praia: verificar a afluência às praias próximas, consultando a app InfoPraia (mais informação abaixo), preferindo as que estão com um nível de ocupação mais baixo, assinaladas a verde, bem como praias vigiadas e com controlo da qualidade;
  2. Quando se verificar um nível elevado de ocupação não arriscar deslocação, pois pode ser difícil manter a distância de segurança;
  3. Nos acessos à praia: usar calçado, circular sempre pela direita e seguindo as indicações que possam existir no chão e mantendo a distância de 1,5 metros dos outros utentes que não pertençam ao mesmo grupo;
  4. Na praia: preservar a distância de segurança de 1,5 metros aos outros utentes, na praia, à beira-mar e no banho e um afastamento de 3m entre chapéus de sol;
  5. No bar da praia, instalações sanitárias: usar calçado, desinfetar as mãos e manter a distância de segurança;
  6. Na saída da praia: não deixar resíduos nem beatas na praia devendo ser acondicionados e colocados nos contentores respetivos (máscaras e luvas são sempre depositados nos contentores de lixos indiferenciados).
A app InfoPraia será o seu parceiro para escolher uma praia segura.

Sobre a app InfoPraia

Quando as praias abrirem, dia 6 de Junho, recomenda-se a consulta da app InfoPraia para escolher uma praia segura. Esta app fornece toda a informação que precisa para tomar uma decisão acertada. 

A app InfoPraia foi desenvolvida pela APA – Agência Portuguesa do Ambiente, como ferramenta de disponibilização rápida de informação atualizada sobre as praias e a qualidade das águas balneares costeiras, de transição ou interiores. Perante o contexto atual, esta app vai ganhar novas funcionalidades entre as quais informação sobre a ocupação. O estado de ocupação será também apresentado através de sinalética tipo semáforo: 

  • verde: ocupação baixa (1/3); 
  • amarelo: ocupação elevada (2/3); 
  • vermelho: ocupação plena (3/3).

A informação será atualizada em tempo real na app “InfoPraia” e também no site da Agência Portuguesa do Ambiente (APA). Esta app apresenta ainda a qualidade da água, informação sobre os sanitários, informações sobre a vigilância, entre outras informações.

Haverá aulas de surf e SUP mas com restrições.

Atividades naúticas em tempos de pandemia

Infelizmente, fica interdita a disponibilização e a utilização de quaisquer equipamentos de uso coletivo, nomeadamente gaivotas, escorregas, chuveiros interiores de corpo ou de pés, e outras estruturas similares, porque seriam mais superfícies onde as pessoas iriam tocar, sem necessidade, podendo contaminar-se.

No entanto, para quem gosta de atividades náuticas, felizmente, temos opções mais seguras como jetskis e aluguer ou passeios de SUP ou surf, por exemplo. São permitidas as aulas promovidas por escolas ou instrutores de surf e de desportos similares, desde que respeitado o número máximo de 5 participantes por instrutor, devendo garantir-se o distanciamento físico de segurança recomendado de 1,5 metros entre cada participante, tanto em terra como no mar.

Nas atividades náuticas individuais devem ser cumpridas as regras e orientações de distanciamento físico de segurança, de etiqueta respiratória, de higiene das mãos e de limpeza e desinfeção de superfícies, definidas pela DGS. 

Sobre os passeios de barco, estes prevêem retomar-se no início de Junho também, com capacidades limitadas e medidas de prevenção idênticas às mencionadas acima. As Marinas em Portugal já se encontram abertas.

Esperamos que, apesar das limitações e dos cuidados adicionais a ter este verão, desfrutem da praia e do mar ao máximo. Caso tenha alguma dúvida ou questão adicional, não hesite em contactar-nos. Seja um agente de saúde pública. Para mais informação, consulte o Manual com as linhas orientadoras.

SeaBookings.com

Bo Irik - Boosting Maritime Tourism in Portugal

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.